Globalização, exclusão social e pobreza 03/05/11

1- Considerando sua formação acadêmica e suas experiências de vida, escreva um ponto de vista sobre pobreza social.

2- Escreva a sua compreensão sobre o trecho de Alaim Tourraine.

3- Quais são as diferentes manifestações ou os diferentes desdobramentos da Globalização?

4- Como a Globalização interfere nos contratos de trabalho?

Published in: on maio 2, 2011 at 10:14 pm  Comments (2)  

2ª Série – SOCIOLOGIA – Complementos de estudo

Para melhor aproveitamento das aulas e desempenho individual estou indicando e publicando dados do IBGE e o site do IPEA para livre consulta, especialmente sobre AS METAS DO MILÊNIO.

http://www.ibge.gov.br/paisesat/main.php

www.ipea.gov.br

Aproveitem,

Felicidades,

Professor Elair.

Published in: on abril 17, 2011 at 8:53 pm  Deixe um comentário  

1ª Série Ensino Médio 2011/ ORIENTAÇÕES PARA PROVA NA 1ª ETAPA

Conforme o Cronograma das aulas e considerando a semana quando aconteceram as paralizações das aulas:

–> estude pelos diagnósticos que voce fez, apresentou em aula ao Professor, que  além do visto para nota, leu e conferiu as suas respostas, sugerindo complementos quando necessários.

–> estude pelo mapa conceitual montado no painel de entrada do seu prédio de aulas.

–> estude pelos roteiros dados pelo Professor e/ou publicados no blog.

–> estude pelo filme HISTORIA DAS COISAS disponível em

http://www.youtube.com/watch?v=3c88_Z0FF4k

–>estude os seguintes temas no livro: a) Cultura Ocidental: um olhar para o natural;

                                                                               b) Tecnologia que transforma a sociedade;

                                                                               c) Tecnologia e conhecimento;

                                                                              d) Novos paradiguimas do mundo do trabalho;

                                                                              e) Aspectos da Globalização;

                                                                            *  f) Estudo da Sociologia- conceito e imaginação sociológica (“a sociologia e uma chícara de café”), finalidades da Sociologia (aplicações)

* este conteúdo é o mesmo dos trabalhos de grupo.

                                                                              g) Cultura na identidade dos povos (ficha de leitura)

Observação: atendendo ao pedido de alguns alunos estou publicando a seguir uma PROVA de 2010, mas tenham muita atenção pois O CONTEÚDO NÃO É EXATAMENTE O MESMO.

2ª etapa 2ª prova de sociol A

Felicidades, em breve novo post

Professor Elair

Published in: on abril 17, 2011 at 8:29 pm  Deixe um comentário  

DESIGUALDADES RACIAIS NO BRASIL

Desigualdades raciais no Brasil

Published in: on novembro 2, 2010 at 9:22 pm  Comments (1)  

Páginas 117 e 118 _–> DESENVOLVIMENTO versus DESIGUALDADE SOCIAL

I –  Enumere as causas das desigualdades:

II – Informações do IPEA

Upload/Inserir Adicionar uma imagemAdicionar vídeoAdicionar áudioAdicionar mídiaAdicionar Enquete
//

       
Formato
       

 
Caminho:

//

  Última edição feita por elairdias, em junho 7, 2010 às 12:55 am

Word count: 0

Resumo

ResumoResumos são pequenas descrições opcionais do conteúdo do seu post feitas manualmente, que podem ser usadas em seu tema. Aprenda mais sobre resumos manuais. 

Enviar trackbacks


(Separe vários URLs com espaços) 

Trackbacks are a way to notify legacy blog systems that you’ve linked to them. If you link other WordPress sites they’ll be notified automatically using pingbacks, no other action necessary. 

Discussão


 

Slug

Slug

Revisions

sobre o grau de pobreza e a linha da desigualde social no Brasil.

III – Descreva o que o Estado brasileiro continua fazendo.

IV – Enumere tres metas que um programa de governo (2011 a  2014) deverá contemplar.

_____________________________________________________________________________________________

V – GRUPO DE 6 ALUNOS(AS):

                                                          Escrevam um pequeno projeto sócio, econômico e cultural para moradores de áreas risco social na grande BH , tendo como base os dois últimos textos estudados do livro e como experiência o filme A Coroa do Imperador. 

 

Published in: on junho 7, 2010 at 12:58 am  Comments (1)  

Trabalhos dos Grupos: aplicações da Sociologia

Sociologia e uma xícara de café!

Published in: on junho 7, 2009 at 9:17 pm  Comments (17)  

SOCIOLOGIA e GEOGRAFIA

 

  Aula do dia 13/04/09

                                                                                   Professor: Sanches Dias

Bom dia.

            Uma boa aula com um bom estudo para vocês.

            Quero mostrar-lhes um passo a mais nos conhecimentos sobre a sociedade no mundo em que vivemos.

            Os textos (leituras obrigatórias em casa nos próximos dias) estão nas páginas

14        a          16 àUrbanização pelo mundo;

17        e          18 àTrabalhadores “convidados”;

19        e          20 àCultura na identidade dos povos;

21        a          24 àDimensões da exclusão social e da pobreza;

25        a          27 àO envelhecimento demográfico.

                                                           Com a Geografia você tem estudado:

·         Vários conceitos sobre a população;

·         Indicadores demográficos;

·         Transição demográfica;

·         Crescimento e controle populacional;

·         Estrutura etária da população;

·         Envelhecimento populacional;

·         População e seguridade social;

·         Estrutura ocupacional;

·         Mobilidade populacional;

·         Migrações internacionais;

·         Migrações e globalização;

·         Principais fluxos migratórios.

Acompanhei durante o mês de março as atividades, prova e simulado de geografia que vocês fizeram.

Li algumas partes da Unidade V (páginas 408 a 481) do livro de vocês no título Dinâmica populacional e urbanização, confirmando com a professora Ivanice o paralelo que faremos também entre Sociologia e Geografia.

 

            A sociedade brasileira é urbana e há uma tendência mundial à urbanização.

            No Brasil a década de 70 (século XX) registrou pela primeira vez na História a superação da população urbana sobre a rural. (veja o gráfico na página 14 do livro de Sociologia)

 

01-   Quanto à urbanização qual era a previsão do UNFPA para 2008? Já se concretizou em 2009?

 

Com o texto de Sociologia vocês passaram a conhecer o UNFPA.

02- O que é este órgão?

 

O UNFPA se ocupa muito da segunda onda de urbanização mundial.

A segunda onda aconteceu nas regiões menos desenvolvidas em paralelo à continuação de processos de urbanização nas tradicionais áreas de industrialização mundial.

 

O crescimento da população juntamente com as mudanças econômicas explica a chamada transição urbana.

 

Porém vivemos na era da informação que também é chamada por alguns como pós modernidade. Velocidade, inovação e processamento apresentam-se como vozes de comando na sociedade do século XXI.

03-  O relatório do UNFPA percebe o crescimento urbano como inevitável e por isso aponta as seguintes providências:

a-     Planejamento e preparo das cidades, ou seja:……………………………………………………

b-     Controle do crescimento vegetativo, ou seja:………………………………………………………

c-     Mudanças nas políticas públicas com novas iniciativas, ou seja: (ao escrever nestas próximas questões lembre-se da história de Acerola e Laranjinha)

c.1-direito dos pobres à cidade:

c.2-redução da pobreza e promoção da sustentabilidade:

c.3-esforço internacional:

c.4-leia o gráfico da página 16 e se localize com a sua família nele, bem como os jovens como Acerola e Laranjinha nele.Mas o principal objetivo deste gráfico é informar a realidade urbana e rural no Brasil em 2006. Escolha um equipamento ou bens duráveis para dar sua explicação começando assim: …este equipamento ou bem durável… FAZ SENTIDO, POIS……

            Passemos para o texto Trabalhadores “convidados”. Somando com os seus estudos em Geografia você aprenderá que o assunto é também um foco de estudos sociológicos.

            As migrações internacionais crescem muito com rumo às cidades.

04- Esclareça a relação entre globalização e migrações internacionais.

05- O que ocorria de diferente na Inglaterra, França e Alemanha quanto à migração nos anos 60 em relação à década atual?

Os atentados terroristas como de 11 de setembro de 2001 afetaram os motivos do controle migratório mundial.

O processo migratório contemporâneo, por sua intensidade e diversificação, torna-se cada vez mais complexo.

Imigração legal, ilegal, refugiados, tráfico humano, desemprego, migração temporária, são algumas variáveis.

06- Cite três causas que levam ao aumento das migrações internacionais.

07-  Lendo o último texto da página 18 como você define capital cultural?

Agora vocês lerão o texto nas páginas 19 e 20. É um texto fácil e interessante sobre a Cultura na identidade dos povos. O exemplo citado das experiências com os Munducurus é muito bom.

Os dois objetivos deste texto dentro da nossa aula hoje são:

1)    Reavaliar o que a cultura européia fez com os nativos das Américas. Não reconheceram que eles tinham outra cultura, por isso nem pensaram em identidade dos nativos, simplesmente os chamaram de índios e os trataram como desprovidos de tudo.

2)    Reavaliar que nas migrações voluntárias e nas migrações forçadas a identidade dos povos está sempre vulnerável.

Observe como a situação real é séria, apresentada pelo historiador Alain Touraine no box da página 21.

É a afirmação no plano global e geográfico mundial do bloco dos incluídos e dos excluídos.

Vocês entenderam que não se trata aqui somente do referencial econômico?

Isto mesmo. São muitos os referenciais.

Outra idéia importante. Não há como você pensar assim: isto é só um estudo ou uma análise a mais da sociedade global. Isso não me interessa. Não tem nada a ver comigo! Engano!

Releia o parágrafo de Alain Touraine e conclua: ou todos nós buscamos e atuamos, ou somos vítimas.

                             O QUE VOCE DESEJA FAZER?

08-  Conforme o texto nas páginas 21 e 22 aponte duas conseqüências da globalização para a exclusão social.

09- Interprete o gráfico 4 na página 22 comparando-o com o início desta aula sobre a urbanização no Brasil e no mundo.

A Sociologia sempre (a partir da segunda metade do século XVIII e de lá para cá 2009) estudou as variadas formas de dominação social e conseqüentemente a exclusão social.

O texto nas páginas 23 e 24 mostra que a definição de exclusão social é complexa por que ultrapassa as relações ser humano sobre ser humano e chega à presença (entenda-se aqui objetivos e compromissos) do Estado.

Em muitos momentos da História e em variados lugares o Estado tornou-se um agente da exclusão.

10-   Complete. Existem vários tipos de exclusão:

a-…………………………………………………………………………………..

b-…………………………………………………………………………………..

c-…………………………………………………………………………………..

d-…………………………………………………………………………………..

e-…………………………………………………………………………………..

f-…………………………………………………………………………………..

g-…………………………………………………………………………………..

h-…………………………………………………………………………………..

i-……………………………………………………………………………………

 

A ultima parte desta aula sobre migrações, urbanização e exclusão social refere-se ao envelhecimento da população.

No seu livro de Geografia você já leu sobre isto nas páginas 477 a 480 e também na primeira apostila da professora Ivanice.

11-    O que explica o envelhecimento no mundo desenvolvido?

Será esta uma “susrpresa” inevitável do século XXI?

Certamente.

Envelhecimento demográfico. Envelhecimento da PEA. Redução do número de contribuintes para os sistemas previdenciários. Incentivos à imigração, sem levar em conta a questão cultural e da identidade dos povos. Aumento dos conflitos.

12-   Porque o envelhecimento demográfico pode ser causa de crises políticas e econômicas no mundo?

&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&*&* 

    

 

 

 

 

 

            

Published in: on abril 12, 2009 at 4:25 pm  Comments (77)  

URBANIZAÇÃO, MIGRAÇÕES e EXCLUSÃO SOCIAL

Published in: on abril 12, 2009 at 2:28 am  Deixe um comentário  

Igualdade…precisa de um dia “especial”…

018873731-ex00

018873735-ex001

Saiba mais sobre o significado do Dia Internacional da Mulher

Published in: on março 8, 2009 at 5:23 pm  Deixe um comentário  

DIREITOS HUMANOS

Para trabalhar bem na questão número 07 você terá a oportunidade de rever e ler a Declaração Huniversal do Direitos do Homem.

As origens dos Direitos Humanos se confundem com a própria cronologia da Civilização Humana e as lutas pelo respeito a eles também veem de remotos processos.

Na instauração da chamada “era moderna das civilizações” o (des) respeito e a (desa) aplicação dos direitos fundamentais do homem ganharam espaço social e político especialmente por causa da revolução  tecnológica estudada como revolução industrial.

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS 
Adotada e proclamada pela resolução 217 A (III)
da  Assembléia Geral das Nações Unidas em 10 de dezembro de 1948

Preâmbulo

        Considerando que o reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e de seus direitos iguais e inalienáveis é o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo,   
        Considerando que o desprezo e o desrespeito pelos direitos humanos resultaram em atos bárbaros que ultrajaram a consciência da Humanidade e que o advento de um mundo em que os homens gozem de liberdade de palavra, de crença e da liberdade de viverem a salvo do temor e da necessidade foi proclamado como a mais alta aspiração do homem comum,   
        Considerando essencial que os direitos humanos sejam protegidos pelo Estado de Direito, para que o homem não seja compelido, como último recurso, à rebelião contra tirania e a opressão,   
        Considerando essencial promover o desenvolvimento de relações amistosas entre as nações,   
        Considerando que os povos das Nações Unidas reafirmaram, na Carta, sua fé nos direitos humanos fundamentais, na dignidade e no valor da pessoa humana e na igualdade de direitos dos homens e das mulheres, e que decidiram promover o progresso social e melhores condições de vida em uma liberdade mais ampla,   
        Considerando que os Estados-Membros se comprometeram a desenvolver, em cooperação com as Nações Unidas, o respeito universal aos direitos humanos e liberdades fundamentais e a observância desses direitos e liberdades,   
        Considerando que uma compreensão comum desses direitos e liberdades é da mis alta importância para o pleno cumprimento desse compromisso,   

A Assembléia  Geral proclama 

        A presente Declaração Universal dos Diretos Humanos como o ideal comum a ser atingido por todos os povos e todas as nações, com o objetivo de que cada indivíduo e cada órgão da sociedade, tendo sempre em mente esta Declaração, se esforce, através do ensino e da educação, por promover o respeito a esses direitos e liberdades, e, pela adoção de medidas progressivas de caráter nacional e internacional, por assegurar o seu reconhecimento e a sua observância universais e efetivos, tanto entre os povos dos próprios Estados-Membros, quanto entre os povos dos territórios sob sua jurisdição.   

Artigo I

        Todas as pessoas nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotadas de razão  e consciência e devem agir em relação umas às outras com espírito de fraternidade.   

Artigo II

        Toda pessoa tem capacidade para gozar os direitos e as liberdades estabelecidos nesta Declaração, sem distinção de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, língua,  religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacional ou social, riqueza, nascimento, ou qualquer outra condição. 

Artigo III

        Toda pessoa tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal.

Artigo IV

        Ninguém será mantido em escravidão ou servidão, a escravidão e o tráfico de escravos serão proibidos em todas as suas formas.   

Artigo V

        Ninguém será submetido à tortura, nem a tratamento ou castigo cruel, desumano ou degradante.

Artigo VI

        Toda pessoa tem o direito de ser, em todos os lugares, reconhecida como pessoa perante a lei.   

Artigo  VII

        Todos são iguais perante a lei e têm direito, sem qualquer distinção, a igual proteção da lei. Todos têm direito a igual proteção contra qualquer discriminação que viole a presente Declaração e contra qualquer incitamento a tal discriminação.   

Artigo VIII

        Toda pessoa tem direito a receber dos tributos nacionais competentes remédio efetivo para os atos que violem  os direitos fundamentais que lhe sejam reconhecidos pela constituição ou pela lei.   

Artigo IX

        Ninguém será arbitrariamente preso, detido ou exilado.   

Artigo X

        Toda pessoa tem direito, em plena igualdade, a uma audiência justa e pública por parte de um tribunal independente e imparcial, para decidir de seus direitos e deveres ou do fundamento de qualquer acusação criminal contra ele.   

Artigo XI

        1. Toda pessoa acusada de um ato delituoso tem o direito de ser presumida inocente até que a sua culpabilidade tenha sido provada de acordo com a lei, em julgamento público no qual lhe tenham sido asseguradas todas as garantias necessárias à sua defesa.   
        2. Ninguém poderá ser culpado por qualquer ação ou omissão que, no momento, não constituíam delito perante o direito nacional ou internacional. Tampouco será imposta pena mais forte do que aquela que, no momento da prática, era aplicável ao ato delituoso.

Artigo XII

        Ninguém será sujeito a interferências na sua vida privada, na sua família, no seu lar ou na sua correspondência, nem a ataques à sua honra e reputação. Toda pessoa tem direito à proteção da lei contra tais interferências ou ataques.

Artigo XIII

        1. Toda pessoa tem direito à liberdade de locomoção e residência dentro das fronteiras de cada Estado.   
        2. Toda pessoa tem o direito de deixar qualquer país, inclusive o próprio, e a este regressar.

Artigo XIV

        1.Toda pessoa, vítima de perseguição, tem o direito de procurar e de gozar asilo em outros países.   
        2. Este direito não pode ser invocado em caso de perseguição legitimamente motivada por crimes de direito comum ou por atos contrários aos propósitos e princípios das Nações Unidas.

Artigo XV

        1. Toda pessoa tem direito a uma nacionalidade.   
        2. Ninguém será arbitrariamente privado de sua nacionalidade, nem do direito de mudar de nacionalidade.

Artigo XVI

        1. Os homens e mulheres de maior idade, sem qualquer retrição de raça, nacionalidade ou religião, têm o direito de contrair matrimônio e fundar uma família. Gozam de iguais direitos em relação ao casamento, sua duração e sua dissolução.   
        2. O casamento não será válido senão com o livre e pleno consentimento dos nubentes.

Artigo XVII

        1. Toda pessoa tem direito à propriedade, só ou em sociedade com outros.   
        2.Ninguém será arbitrariamente privado de sua propriedade.

Artigo XVIII

        Toda pessoa tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião; este direito inclui a liberdade de mudar de religião ou crença e a liberdade de manifestar essa religião ou crença, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pela observância, isolada ou coletivamente, em público ou em particular.

Artigo XIX

        Toda pessoa tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e idéias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras.

Artigo XX

        1. Toda pessoa tem direito à  liberdade de reunião e associação pacíficas.   
        2. Ninguém pode ser obrigado a fazer parte de uma associação.

Artigo XXI

        1. Toda pessoa tem o direito de tomar parte no governo de sue país, diretamente ou por intermédio de representantes livremente escolhidos.   
        2. Toda pessoa tem igual direito de acesso ao serviço público do seu país.   
        3. A vontade do povo será a base  da autoridade do governo; esta vontade será expressa em eleições periódicas e legítimas, por sufrágio universal, por voto secreto ou processo  equivalente que assegure a liberdade de voto.

Artigo XXII

        Toda pessoa, como membro da sociedade, tem direito à segurança social e à realização, pelo esforço nacional, pela cooperação internacional e de acordo com a organização e recursos de cada Estado, dos direitos econômicos, sociais e culturais indispensáveis à sua dignidade e ao livre desenvolvimento da sua personalidade.

Artigo XXIII

        1.Toda pessoa tem direito ao trabalho, à livre escolha de emprego, a condições justas e favoráveis de trabalho e à proteção contra o desemprego.   
        2. Toda pessoa, sem qualquer distinção, tem direito a igual remuneração por igual trabalho.   
        3. Toda pessoa que trabalhe tem direito a uma remuneração justa e satisfatória, que lhe assegure, assim como à sua família, uma existência compatível com a dignidade humana, e a que se acrescentarão, se necessário, outros meios de proteção social.   
        4. Toda pessoa tem direito a organizar sindicatos e neles ingressar para proteção de seus interesses.

Artigo XXIV

        Toda pessoa tem direito a repouso e lazer, inclusive a limitação razoável das horas de trabalho e férias periódicas remuneradas.

Artigo XXV

        1. Toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação, vestuário, habitação, cuidados médicos e os serviços sociais indispensáveis, e direito à segurança em caso de desemprego, doença, invalidez, viuvez, velhice ou outros casos de perda dos meios de subsistência fora de seu controle.   
        2. A maternidade e a infância têm direito a cuidados e assistência especiais. Todas as crianças nascidas dentro ou fora do matrimônio, gozarão da mesma proteção social.

Artigo XXVI

        1. Toda pessoa tem direito à instrução. A instrução será gratuita, pelo menos nos graus elementares e fundamentais. A instrução elementar será obrigatória. A instrução técnico-profissional será acessível a todos, bem como a instrução superior, esta baseada no mérito.   
        2. A instrução será orientada no sentido do pleno desenvolvimento da personalidade humana e do fortalecimento do respeito pelos direitos humanos e pelas liberdades fundamentais. A instrução promoverá a compreensão, a tolerância e a amizade entre todas as nações e grupos raciais ou religiosos, e coadjuvará as atividades das Nações Unidas em prol da manutenção da paz.   
        3. Os pais têm prioridade de direito n escolha do gênero de instrução que será ministrada a seus filhos.

Artigo XXVII

        1. Toda pessoa tem o direito de participar livremente da vida cultural da comunidade, de fruir as artes e de participar do processo científico e de seus benefícios.   
        2. Toda pessoa tem direito à proteção dos interesses morais e materiais decorrentes de qualquer produção científica, literária ou artística da qual seja autor.

Artigo XVIII

        Toda pessoa tem direito a uma ordem social e internacional em que os direitos e  liberdades estabelecidos na presente Declaração possam ser plenamente realizados.

Artigo XXIV

        1. Toda pessoa tem deveres para com a comunidade, em que o livre e pleno desenvolvimento de sua personalidade é possível.   
        2. No exercício de seus direitos e liberdades, toda pessoa estará sujeita apenas às limitações determinadas pela lei, exclusivamente com o fim de assegurar o devido reconhecimento e respeito dos direitos e liberdades de outrem e de satisfazer às justas exigências da moral, da ordem pública e do bem-estar de uma sociedade democrática.   
        3. Esses direitos e liberdades não podem, em hipótese alguma, ser exercidos contrariamente aos propósitos e princípios das Nações Unidas.

Artigo XXX

        Nenhuma disposição da presente Declaração pode ser interpretada como o reconhecimento a qualquer Estado, grupo ou pessoa, do direito de exercer qualquer atividade ou praticar qualquer ato destinado à destruição  de quaisquer dos direitos e liberdades aqui estabelecidos.

Volta para página anterior

Published in: on março 5, 2009 at 11:01 am  Deixe um comentário